O primeiro passeio que eu fiz foi na noite em que eu cheguei porque eu precisava encontrar algo pra jantar. Mas, acabei nem tirando nenhuma foto, apesar de ter sido engraçado.

Eu simplesmente deixei minhas malas e sai atrás de algum restaurante. Fui andando sem rumo, afinal eu não conhecia naaaada aqui. Pra ajudar, TODOS falam francês e tudo está em francês…placas, cardápios. O meu curso serviu pra falar “Je ne parle pas Français”.

Andei numas ruas escuras e sem nada até encontrar uma bem movimentada. Fui andando e encontrei vários barzinhos, restaurantes e Mc’s. Depois de um tempo eu vi que a movimentação mudou, as pessoas e as lojas também. Eu fui parar na parte gay da rua. Parei num local tipo Mc e comi um sanduíche mesmo. Todos os clientes e até o atendente eram gays.

Bom, na manhã seguinte eu fui para o meu real primeiro passeio. O primeiro lugar que eu visitei era o mais esperado, Basílica de Notre Dame. Talvez, o verdadeiro motivo de eu ter vindo pra cá. O trajeto do hotel até a Basílica não é tão longo…uns 15 minutos e eu já tinha chego.

O interessante foi ver as construções e os tipos de prédios. Bem “a moda francesa” mesmo.

Chegando na praça, tirei a foto e fui direto na Basílica, mas estava fechada. Pensei que ia ter algum evento pelos stands que tinham na frente. Mas, depois de ver algumas pessoas entrarem eu fui perguntar e o horário de visitação era a partir das 13h. Então eu perguntei sobre o horário da missa e a mulher avisou que ia começar em poucos minutos, porém era proibido fotografar.

Fui a missa e assim que entrei eu me arrepiei de ver como era lindo por dentro. Obviamente não entendi nada da missa porque também era em  francês, mas foi legal essa experiência. As fotos por dentro eu tirei na segunda vez que eu fui. Na parte nos fundos estava tendo um batizado.

 

Depois da Basílica eu continuei o passeio pelo Vieux-Motreal. Continuei passeando por ali de tarde e retorne a Basílica a noite para fotografar. Nunca é demais estar por lá.